Fiquei noiva! 10 dicas práticas para começar a planejar o seu casamento

Atualizado: Jan 5


Se você começou o ano noiva e está se sentindo perdida, não se preocupe!

O universo do casamento ainda é novo pra você, são tantas coisas para pensar e definir...e aí é normal surgirem muitas dúvidas. Pensando nisso e com a minha visão de decoradora, eu elaborei 10 dicas pra você começar o ano tranquila e com o seu casamento organizado:

1. Que tipo de festa você quer?

Parece uma pergunta boba, mas ela é a base de tudo, e vai te guiar nos próximos passos. Seu sonho é casar no campo, na praia, ou num salão fechado? Estas perguntas são essenciais para começar o seu planejamento, a partir daí você pode dar os primeiros passos em busca dos locais que mais te agradam e que cabem no seu orçamento (tenha um teto de gastos definido). Também é importante ter em mente os seguintes pontos: se a sua festa vai ter pista de dança, se vai ser um jantar tradicional ou se vai ser em estilo coquetel/ finger foods, se você quer seguir protocolos ou proporcionar aos seus convidados algo diferente...isto influencia em muita coisa, até na decoração.

2. Data

Tem algum mês específico ou data que você quer casar? Considere vários pontos antes de tomar a decisão, estou falando de clima, meses de muito calor ou muito frio, chuvas...não dá pra prever tudo, mas dá para tentar amenizar. Casar próximo de datas comemorativas, como dia das mães, namorados, natal, também influencia no valor dos orçamentos de decoração, pois as flores sempre estão mais caras e escassas nestas datas.

3. Seja coerente! Se você definiu casar numa chácara, não tente transformar o lugar num salão clássico, assuma que vai casar no campo, que seus convidados não vão usar salto, aproveite o local, e apenas se preocupe em como melhorá-lo. O mesmo vale para o contrário. Também vale lembrar que o local deve comportar o seu número de convidados, para que você não tenha problemas futuros. Casar num local muito grande com poucos convidados, é uma decisão sua, mas deve se considerar um investimento maior para decorar o local ou para reduzir o ambiente com fechamentos e cenografia.

4. Estilo

Agora que você definiu o local, você pode partir para escolha do estilo que mais combina com ele e o que mais lhe agrada. Nesse hora vale abusar do Pinterest e do Instagram para te auxiliar na busca de inspirações, mas lembre sempre do local que você escolheu, isso que você está vendo fica legal lá? Combina? Muitas inspirações que vemos são de fora, e nem sempre se aplicam a nossa realidade. Nessas horas, a ajuda de um profissional é extremamente importante, seja o decorar ou o assessor, mas a palavra final vai ser sempre a sua, então o primeiro passo é definir o que você gosta, e como fazer isso? Comece pelo que você não gosta, tipos de flores, tipo de decoração...assim você vai reduzindo as opções até chegar na sua decoração ideal.

5. Identidade visual

Ok, você você definiu as coisas que você mais gosta, agora é hora de montar a sua identidade visual. Dentro do estilo que você definiu, ainda tem uma infinidade de opções a serem escolhidas...por exemplo, você quer algo tropical, dentro deste estilo, que cores combinam mais? Que tipo de layout de convite irá traduzir todo o conceito da sua festa? Se eu precisar alugar móveis, quais móveis vão combinar mais? Pode parecer confuso, mais montar um mood board como esse abaixo ajuda bastante, você vai pegar tudo que gosta dentro deste estilo, vai unir com as cores e montar um painel, olhando de longe, tudo isto lhe agrada? Faz sentido pra você? Se sim, vamos pro próximo passo!

6. Em busca dos fornecedores

Com tudo em mente, é hora de buscar os fornecedores que mais se encaixam com o que você está pensando. Mas vale lembrar que, esta etapa aqui pode ser antecipada, por exemplo, você pode contratar um produtor/ cerimonial que te auxilie desde o início, quando você nem escolheu o local, e te indique profissionais que mais combinem com você, poupando todo o seu trabalho. Ou uma empresa de decoração que monte o seu projeto, identidade visual, mood board...sem você ainda saber o que quer. Para os decoradores é imprescíndivel saber algumas informações para levantar um orçamento ou projeto: * local definido

* número de convidados

* estilo da festa

* suas preferências para decoração

Este é o básico para levantar os valores iniciais.

7. Prioridades

Por mais que dê vontade de ter tudo no seu dia, nem sempre é possível. Por isso saiba quais são as suas prioridades, liste-as, assim vai ficar mais fácil na hora de decidir se você tiver que cortar algo do seu orçamento. Por exemplo, se a sua prioridade é investir na festa, faça uma cerimônia mais simples, assim sobra mais orçamento para investir no restante.

8. Layout

Com tudo acima definido, é hora de montar o layout da festa. Isto deve ser feito pelo produtor ou decorador (se você contratou este serviço), estes profissionais tem a experiência para te dizer o que funciona e o que não funciona, e de que forma o seu layout vai ficar mais adequado a sua necessidade. É com o layout definido que você pode continuar os seus orçamentos em mobiliário, cenografia, pista de dança, iluminação e até mesmo o bar, pois você saberá o que realmente cabe no espaço que você escolheu. Este layout não é definitivo, até a data no casamento ele com certeza será alterado, o número de confirmações que você receberá, é um dos pontos que podem causar mudanças.

9. Confie e relaxe!

Se você já definiu boa parte dos fornecedores essenciais, é hora de parar de pesquisar. Porque isto pode te deixar confusa e fazer com que você tenha vontade de mudar tudo o tempo todo, o que pode atrapalhar todo o processo e o trabalho de todos os seus fornecedores. Outra coisa muito importante é confiar nos profissionais que você escolheu, com certeza não foi fácil essa decisão, mas agora que ela já foi tomada, você precisa confiar nas pessoas que escolheu, isto faz com o que o trabalho deles flua normalmente, além de que, nada melhor do que fornecedores felizes trabalhando no seu grande dia, é seu papel, tratar todos bem e com educação, por isso deixe a ansiedade de lado e coloque nas mãos deles.

10. Imprevistos

Ah estes sempre vão ter, pode ser que ocorram no planejamento do evento ou no dia. Se for durante o planejamento, melhor, ainda dá tempo de resolver! Não se estresse com isso, sempre tem uma saída...já vi muitos casais se desentendendo antes do casamento por coisas bobas relacionadas a festa, e isto só gera atritos no casal. Se for um imprevisto no dia, você contratou bons profissionais para resolver o que for, principalmente o seu cerimonial, que é quem vai coordenar tudo. Nós que trabalhamos com evento resolvemos muitos problemas, que as vezes o casal nem fica sabendo...claro que tentamos evitar ao máximo, mas se acontecer, estamos preparados e faremos de tudo para eliminar ou minimizar o problema. No caso de um plano B, ele já deve ser combinado antes com você, muitas vezes existe até um layout para plano B, no casos de casamentos em áreas externas.

Dica de ouro! Todo o processo do casamento é longo e cansativo, mas quando você for analisar, vai achar que passou tudo muito rápido, principalmente no dia. Por isso aproveite cada etapa com calma e tranquilidade. Posso dizer que os casamentos em que os noivos eram o mais tranquilos, foram os que houverem menos ou nenhum imprevisto, e onde os fornecedores se sentiram mais confortáveis em trabalhar...então curta cada momento!

#noivas #casamentos #planejandoocasamento #dicasparaplanejarocasamento #fiqueinoiva #noivascuritiba #planejamento #10dicas

0 visualização

@2020 As Floristas por Caroline Piegel | conteúdo autoral